Notícias
  19/03/2019 às 8h57

Risco em barragem do Rio Pequeno faz famílias ribeirinhas saírem das casas em Linhares, ES


1
0
Risco em barragem do Rio Pequeno faz famílias ribeirinhas saírem das casas em Linhares, ES

Quase 30 famílias que moram perto da barragem no Rio Pequeno, em Linhares, Norte do Espírito Santo, terão que sair de casa. A medida foi anunciada após um estudo apontar que a estrutura, feita pela Samarco, não está segura. De acordo com a Fundação Renova, a medida é preventiva.

A barragem no Rio Pequeno foi feita pela Samarco em 2015, para impedir que as águas do Rio Doce, atingido por rejeitos de minério, entrassem em contato com a Lagoa Juparanã. Em agosto do ano passado, os moradores ribeirinhos tiveram que sair das casas por causa da abertura de um canal no rio, para dar vazão à água represada da lagoa.

Agora, sete meses depois, a Renova pediu que as 28 famílias saiam das casas de novo. “Estou muito aborrecida de sair daqui, deixar a casa, deixar tudo”, desabafou a aposentada Maria José dos Santos.

Moradores terão que deixar as casas pela segunda vez por causa de barragem — Foto: Raphael Verly/ TV Gazeta

Segundo os moradores, eles não foram avisados com antecedência. "Eu cheguei ontem do serviço e disseram que eu teria que sair até as 15h de hoje”, disse o inspetor penitenciário Marcelo Custódio.

A empresa alega que a decisão é para atender uma medida de segurança, porque alguns estudos feitos por uma consultoria técnica identificaram riscos estruturais no barramento.

+ Siga a rádio FM Super também pelo Facebook e pelo Instagram.

“Esse barramento apresentou um risco. O que pode acontecer é a gente não conseguir manter esse barramento estável e, com isso, a gente ter um problema emergencial e ter que fazer uma ação ainda mais corrida então a gente está agindo preventivamente”, disse o gerente de território Sérgio Kuroda.

Para onde vão as famílias
A Fundação Renova disse que, como a retirada das famílias é uma medida de segurança, não há prazo de retorno. Neste primeiro momento, moradores vão ficar em hotéis por dez dias.

Fundação pede retirada de famílias de região em Linhares — Foto: Raphael Verly/ TV Gazeta

“Para a gente manter as famílias em segurança, a gente está junto com a Defesa Civil organizando a remoção dessas famílias. Já estão todos os hotéis reservados. A gente está agora com equipe mobilizada para fazer a mudança das famílias. Durante esse período, a gente vai estruturar os processos de moradia provisória até que esse barramento não esteja mais aqui”, explicou o gerente de território.

Quem tem comércio na região afetada está ainda mais preocupado com a situação. O arquiteto Nilson Freire contou que os moradores já se juntaram e vão procurar a Justiça.

Nós estamos questionando o período que a gente vai ficar fora. Como fica a situação das pessoas que dependem daqui, o trabalho nesse período?”, disse.

A Renova garante que vai dar assistência as famílias enquanto estiverem fora das casas e que nesse período vai continuar monitorando a barragem.

“O barramento continua sendo monitorado 24h, a gente tem uma equipe de vigilância que está cobrindo todo o perímetro para manter as residências, os bens das famílias em segurança”, disse Kuroda.

Casas ribeirinhas em Linhares, às margens do Rio Pequeno — Foto: Raphael Verly/TV Gazeta

Por G1 ES

Link da matéria original:
https://g1.globo.com/es/espirito-santo/noticia/2019/03/18/risco-em-barragem-do-rio-pequeno-faz-familias-ribeirinhas-sairem-das-casas-em-linhares-es.ghtml

Tags
sombra

Promoções
sombra

Artista em Destaque

362
42

Amigos da Super