Notícias
  09/04/2015 às 14h56

Disco tem rap, eletrônico e guitarras fortes de Fernando e Sorocaba. Show foi em casa noturna para jovens; dicas de Junior foram referências.


Disco tem rap, eletrônico e guitarras fortes de Fernando e Sorocaba. Show foi em casa noturna para jovens; dicas de Junior foram referências.

"É aquela história: a gente ensina os filhos durante um grande período da vida, depois passa a aprender com eles." É assim que Xororó, aos 56 anos, resume as dicas sobre novas bandas que recebe do filho Junior, 29 anos. O irmão de Sandy apresentou ao pai nomes como o norte-americano John Mayer e os ingleses Mumford and Sons, que viraram referências para o CD e DVD "Do tamanho do nosso amor", de Chitãozinho e Xororó. No novo trabalho, a dupla quis "modernizar" sua sonoridade.

O DVD foi gravado na Woods, casa noturna sertaneja frequentada por público jovem em São Paulo. "A plateia não foi de convidados, queríamos os frequentadores da casa", explica Chitãozinho ao G1. No repertório, eles priorizaram "músicas que ainda tocam muito, mas em gravações antigas, para dar uma modernizada", diz Xororó. O DVD tem participação do rapper Cabal e do grupo de música eletrônica Dexterz, do filho Junior, na faixa "Vida marvada".

O produtor do disco é Fernando, da dupla com Sorocaba. O jovem músico diz que se assustou com o convite. "Fiquei tenso", contou, no evento de lançamento do álbum. O cantor do sucesso "É tenso" também tocou com o companheiro de dupla na faixa-título "Do tamanho do nosso amor", composta por Sorocaba. "Sabia que o Fernando viria com guitarras fortes", diz Chitãozinho.

"Percebemos a aceitação que temos entre o público jovem ao tocarmos em festivais, como em Barretos. As pessoas que vão ver Gusttavo Lima, ou Jorge e Matheus, cantam todas as nossas músicas. Então pensamos em fazer o arranjo das nossas canções mais parecidos com o som que está rolando nesse momento", explica Chitãozinho.

Para conhecer o tal "som do momento", Xororó recorre ao filho, Junior e ao genro, Lucas Lima. "Meu filho traz muita coisa. O Mumford and Sons, por exemplo foi ele que mostrou há bastante tempo, quando eles apareceram. Como ele ouve muita música, e o Lucas da Sandy, também, a gente vai trocando ideia. Ele mostra um vídeo na internet, e quando eu gosto, baixo e compro. John Mayer foi ele quem apresentou, Ben Harper também."

Xororó virou fã de John Mayer, e diz que já viajou para fora do Brasil duas vezes só para assistir a shows do guitarrista. Registros do músico foram referências na edição de "Do tamanho do nosso amor". "Tinha visto vídeos do John Mayer tocando com o Keith Urban. Achei demais. Falei para o diretor: 'O corte é esse aqui, a ideia é essa'. Ficou tão dinâmico quanto a gente pensava, e acabou virando um DVD".

Já no arranjo de "Nosso amor é assim", a referência foi o Mumford and Sons, grupo inglês de folk que virou fenômeno nos EUA com hits como "The cave", "I will wait" e "Babel". Além diso, a faixa é composta em parceria de Xororó com Victor Chaves, parceiro de Leo em outra dupla de sucesso da nova geração que os veteranos queriam emular.

Fonte: G1

sombra

Promoções
sombra

Artista em Destaque

264
38

Amigos da Super