Notícias
  08/06/2018 às 10h20

Após incidente com avião, Zé Neto e Cristiano falam sobre receio de voar: Tudo tem um risco


6
0
Após incidente com avião, Zé Neto e Cristiano falam sobre receio de voar: Tudo tem um risco

Após o incidente com o avião fretado que precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto de Marília (SP), na terça-feira (5), a dupla sertaneja Zé Neto e Cristiano contou ao G1 que já passou por problemas parecidos, mas está acostumada aos riscos de estar sempre "com o pé na estrada".

"Não é medo, é receio. Tudo que sai do chão, né?! É igual o meu pai costuma falar: como é que você vai confiar em um trem que o mecânico fica aqui embaixo?", brincou Zé Neto, antes do show de abertura da 103ª Festa Junina de Votorantim, nesta quarta-feira (6).

"Quem voa sempre passa por isso, não tem jeito. É um risco igual a você estar dentro de um ônibus ou de um carro. Tudo tem um risco, mas foi a vida que a gente escolheu", completou Cristiano.

De acordo com a assessoria de imprensa da dupla, os artistas haviam feito um show em Marília e estavam indo para Redenção, no Pará, por volta das 14h. Ninguém se feriu durante o incidente.

"A gente tinha um voo marcado para a hora do almoço. Logo que decolou, o piloto percebeu que estava vazando óleo da hélice esquerda, do motor esquerdo. Aí a gente fez o procedimento de voltar e fazer o pouso, mas foi bem tranquilo, graças a Deus. Depois o avião não pôde decolar mais, ficou lá e a gente teve que arrumar outro avião para ir para Redenção", explicou Zé Neto.

Avião com a dupla Zé Neto e Cristiano faz pouso de emergência em Marília (Foto: TV TEM/Reprodução)

Apagar fogo com gasolina?

Durante a passagem por Votorantim, os rio-pretenses também brincaram com o fato da música "Largado às Traças", uma das mais tocadas nas rádios brasileiras e entre as mais ouvidas do Spotify Brasil, ter virado meme durante a greve dos caminhoneiros, que terminou na quarta-feira passada (30).

Os trechos da canção que falam sobre "afogar a saudade em querosene" e "apagar fogo com gasolina" foram replicados várias vezes nas redes sociais para destacar a crise da falta de combustíveis e a corrida dos motoristas aos postos de gasolina.

"Foi muito legal e engraçado. A gente sabe que o Brasil não passa por uma situação fácil faz muito tempo e eu acho que a culpa é nossa de tudo o que está acontecendo, da população em geral, nós somos muito acomodados. O preço da gasolina está alto e a música entrou na onda, entrou na bagunça. No Brasil tudo termina em piada, em pizza", comentou Cristiano.

Dor de amor

Além de "Largado às Traças", outros sucessos da dupla, como "Status que eu não queria", "Amigo Taxista", "Cadeira de Aço" e "Seu Polícia", também tratam de desilusões amorosas. Depois de sofrerem muito por amor, os cantores garantem que falam por experiência própria.

"Quem nunca, né? Acho que todo mundo já passou por isso e quem não passou um dia vai passar. Isso é normal, são coisas que acontecem no cotidiano da gente", contou Zé Neto. Tanto ele quanto o parceiro se casaram no fim de 2016 e são pais de José Filho e Pietra, respectivamente.

Antes Irineu, agora Cristiano

Apesar do sucesso recente, Zé Neto e Cristiano dividem o palco desde 2011. A dupla, natural de São José do Rio Preto, se conhece desde os 3 anos de idade, quando Cristiano ainda se chamava Irineu.

"Foi uma mudança maravilhosa (risos). 90% dos artistas passam por isso. Acho que Irineu não combinava muito com uma dupla de sertanejo universitário e a gente optou pela mudança", afirma.

+ Siga a rádio FM Super também pelo facebook.com/radiofmsuper e pelo Instagram.

Cristiano contou que quem sugeriu a troca de nome foi o primeiro empresário dos cantores. "Ele deu várias opções: Juliano, Fabiano e Cristiano, mas Cristiano acabou se sobressaindo."

Para Cristiano, Irineu não combinava com uma dupla de sertanejo universitário (Foto: Ana Paula Yabiku/G1)

Fonte: G1

Tags

Compartilhe:
sombra

Promoções
sombra

Artista em Destaque

78
6

Amigos da Super